Carnaval movimentará R$ 977,9 milhões para o setor rodoviário

terminal rodoviárioOs terminais rodoviários do Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Manaus e de outras capitais se beneficiarão de uma porção de aproximadamente R$ 980 milhões que devem ser gerados durante o feriado de Carnaval. As atividades turísticas ligadas a festa popular devem movimentar só neste ano mais de R$ 5,5 bilhões, segundo pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Além do transporte que também contempla as operadoras de transporte, agências de viagens, transporte aéreo e locação de veículos, o faturamento é composto por gastos com alojamento, alimentação, turismo, esporte e lazer.

A pesquisa aponta que serviços de alimentação em bares e restaurantes vão responder por 57,3% da receita, o equivalente a R$ 3,31 bilhões. Com o setor de bares e restaurantes, os serviços podem ser responsáveis por mais de 85% de toda a receita gerada no período carnavalesco, considerado o maior feriado do calendário nacional. Apesar de a expectativa agradar a todos os setores, o volume de recursos movimentado no carnaval deste ano deve ser 5,7% menor do que o apurado no mesmo período do ano passado e o pior desempenho das atividades turísticas entre os últimos três anos.

Apesar da maior concentração desse recurso ser destinado ao Rio de Janeiro, o que deve equivaler a R$ 2,4 bilhões, dos R$ 3,31 bilhões previstos, o setor rodoviário vê o crescimento da demanda de forma democrática, já que São Paulo, Minas Gerais e três estados da região Nordeste, Bahia, Ceará e Pernambuco também estão na lista dos destinos mais procurados nesta época do ano. O eixo Rio-São Paulo deve concentrar 68,2% da receita do setor, durante o Carnaval. Vale ressaltar que apesar da tendência recente de uma menor variação dos preços dos serviços típicos nesta época do ano, a retração real da renda tem imposto a necessidade de ajustes frequentes no orçamento das famílias, através da postergação dos gastos não essenciais, como é o caso do lazer. Por isso, quem vai viajar neste época do ano, deve prepara o bolso, para gastar mais do que o ano passado.

Greve da PM prejudica movimento nos terminais do Espírito Santo

Greve das PMsMuitos turistas que estavam alojados em cidades do Espírito Santo estão antecipando o fim das férias. A insegurança tem tomado conta da região metropolitana do Estado, depois que a maior parte do efetivo da Polícia Militar decidiu cruzar os braços. Além do prejuízo causado no setor rodoviário, contabilizado pelas companhias de ônibus e rodoviárias das principais cidades capixabas, várias redes de hotéis já visualizam uma taxa de desistência de hospedagens de mais de 10%. “É uma diminuição que faz muita diferença no momento em que estamos atravessando”, desabada o gerente de uma famosa rede de hotéis de Vitória.

Muitos hóspedes estão questionando sobre a falta de segurança e policiamento nas principais praias da cidade. A rotina do terminal rodoviário de Guarapari também mudou com a situação. Segundo o dono da rodoviária, os ônibus que operam no local passaram a realizar embarques em outros pontos da cidade, com receio de serem alvos de criminosos. Os veículos passam pelo terminal, mas permanecem por pouco minutos. O mesmo aconteceu com quem ia até o local para reservar a passagem. Agora a maioria das passagens é comprada pela internet. E o pior, só em Guarapari, houve aumento de pelo menos 30% no número de passagens de volta, de saída. Sinal de que muitos turistas estão antecipando o retorno pra casa.

Preocupados com a situação de todo o Estado, secretário de Turismo disse que tem intensificado o dialogo entre as partes que representam os profissionais de segurança, com a intenção de garantir proteção a todos que estão de passagem pelas cidades. A programação do tradicional carnaval também deverá ser mantida, mas o prejuízo no número de fólios deve acontecer. Pelo menos é isso o que prevê a maior parte dos terminais rodoviários do Espirito Santo. Boa parte deles afirma que o prejuízo estimado será de 30%.

Rodoviária contará com 350 horários extras no Carnaval

carnaval 2017Ônibus para viajar até Salvador neste Carnaval não deve ser problema. Pelo menos, se depender da rodoviária da capital baiana, ninguém ficará sem viajar durante o feriado prolongado. Além dos 540 horários regulares, que o terminal rodoviário dispõe, durante os dias 20 e 28 de fevereiro, as plataformas de embarque e desembarque contarão com um reforço de 350 horários extras. Este é número que a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), acredita ser suficiente para suportar a demanda de passageiros no período mais movimentado da capital.

Mesmo com mais linhas há disposição, a recomendação é reservar a passagem com antecedência, já que em dias de movimento nem sempre dá pra escolher o horário exato do embarque. Especialistas afirmam que mesmo com os horários extras, a procura pelos itinerários mais populares costuma ser grande, e por isso, reservar a poltrona com antecedência é fundamental. Para este Carnaval, são esperados 120 mil passageiros, que desembarcarão na rodoviária de Salvador. Segundo a Agerba, a quantidade de veículos extras foi baseada no movimento registrado no mesmo período do ano passado. Mesmo o reforço sendo grande, há possibilidade de haver mais horários alternativos entre o final de semana e o feriado de carnaval.

Orientações de Embarque

Em feriados prolongados é importante seguir orientações básicas para não ter problemas na hora do embarque. Uma delas é comprar o bilhete com antecedência presencialmente na rodoviária, por internet ou telefone. A maioria das empresas que operam no local já disponibiliza este serviço. Também é recomendável que os passageiros, no dia da viagem, cheguem ao menos 20 minutos antes da hora do embarque. Crianças de até cinco anos de idade, se não ocuparem assentos, não pagam passagem. Todos devem levar documentos de identificação com foto ou certidão de nascimento (para crianças de até 11 anos).