Feriado provoca filas nos guichês do terminal de São Luis

Quem não se antecipou e fez a compra com antecedência no terminal de São Luis enfrentou dois problemas, um na hora de encarrar as cansativas e demoradas filas e outro, conseguir o assento desejado para embarcar no horário previsto. As viagens de ônibus ainda são as mais procuradas por conta da economia no preço das passagens, em comparação com os serviços aéreos e do próprio veículo de passeio. Para a administradora do prédio, as gratuidades de idosos também colaboram na concorrência do serviço durante este época do ano, tendo em vista que muitos aposentados e idosos utilizam o serviço gratuitamente para visitar parentes e se deslocar para cidades vizinhas.

Mesmo aqueles que não conseguem o benefício em sua totalidade, aproveitam o desconto e não pensam duas vezes antes de ir a rodoviária de São Luis. Vale destacar que o serviço também deve ser contratado diretamente no guichê, obrigando o beneficiário a enfrentar o congestionamento de pessoas no atendimento das companhias de ônibus que atuam no local. A maioria delas também disponibilizou veículos extras para ampliar a possiblidade de embarques durante os últimos dias do ano. Segundo um dos funcionários de uma das empresas de ônibus da cidade, os preços foram mantidos e por isso a procura das passagens aumentou em relação ao ano passado.

Horários de Pico

Para fugir da fila nos dias mais movimentados a dica é comprar ou retirar o bilhete durante a tarde. Segundo a rodoviária da capital do Maranhão, quem acha que chegar antes do guichê abrir as 8 horas é uma boa saída, pode estar enganado. Já que antes deste período a aglomeração de passageiros se forma nos guichês de vendas de passagens de ônibus e só por volta das 15 horas, o fluxo começa a diminuir. A partir das 18 horas, o movimento começa a ficar intenso novamente e se estende até o final do dia.

Véspera do Natal atrai quase 100 mil pessoas no Tietê

 

O maior terminal rodoviário do Brasil, o Terminal Tietê, localizado na Zona Norte de São Paulo recebeu pouco mais de 85 mil pessoas só na véspera do Natal, no domingo do dia 24 de dezembro. Com o balanço, o terminal rodoviário que integra mais duas rodoviárias na capital registrou uma movimentação de quase um milhão de pessoas, indo e vindo de várias regiões do Brasil. Os dados da Socicam – concessionária que operada a rodoviárias revelam que os dias de maior movimento foram concentrados entre os dias 20 e 26 deste mês. O grande aumento no número de passageiros também foi dividido nas plataformas da rodoviária Barra Funda e do terminal Jabaquara.

Destinos mais procurados

O estado do Rio de Janeiro continua liderando a lista de destinos mais procurados por quem sai dos terminais rodoviários de São Paulo. Neste período natalino, a Socicam divulgou a lista das cidades mais acessadas com saídas do terminal Tietê, Barra Funda e Jabaquara, e além do Rio de Janeiro, a cidade de Angra dos Reis apareceu entre outras regiões – dividindo espaço com vários municípios litorâneos e do interior do São Paulo, além de Florianópolis, Curitiba e Belo Horizonte.

Orientações para o Ano Novo

O embarque e a impressão das passagens são feitos mediante apresentação do documento de identificação, original com foto (as crianças devem estar acompanhadas com responsável e certidão de nascimento, caso não tenham o RG). As companhias de ônibus liberam bagagens de até 30 quilos no maleiro e 5 quilos para bagagens de mão, dentro do veículo, sem que não haja interferência na qualidade da viagem dos demais. O cancelamento e a remarcação sem taxas devem ser feitos até 3 horas antes do horário do embarque previsto na passagem já impressa ou reservada virtualmente.

Terminal Rodoviário de Planaltina atenderá 90 mil pessoas

Mais de 90 mil pessoas devem passar regularmente pelas plataformas de embarque e desembarque da rodoviária de Planaltina, que será inaugurada no dia 19 de dezembro. A reforma faz parte de um programa promovido pela Secretaria de Mobilidade, que desde de 2015 já entregou 16 terminais rodoviárias, construídos e reformados, pelo Distrito Federal. Com um investimento de quase R$ 5 milhões, financiados por meio de um empréstimo entre o governo de Brasília e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Programa de Transporte Urbano do DF, a obra reúne 19 boxes, quatro pontos de estocagem e 73 vagas de estacionamento, além de paraciclos, banheiros com acessibilidade e lanchonete.

No total, a rodoviária irá integral 40 linhas operadas por 150 veículos rodoviários. Os destinos são divididos entre a Rodoviária do Plano Piloto, as vias W3 Sul e Norte e Sobradinho. Há também linhas para o transporte rural que serão operadas por 10 permissionários, através de 16 linhas atendidas por 16 veículos. A rodoviária de Planaltina ainda receberá um posto de recarga do Bilhete Único. As obras começaram na metade do ano passado. Essa foi a primeira reforma do local, desde sua inauguração em 1977.

Rodoviária de Sobradinho

A próxima rodoviária a ser reformada é de Sobradinho. A estimativa é de que a obra seja entregue a população até o final de junho do ano que vem, com um investimento ainda superior ao que foi gasto em Planaltina. O recurso estimado em R$ 6,5 milhões deverá vir do Banco Interamericano de Desenvolvimento e do governo do DF (10%).  Cerca de 100 mil pessoas serão beneficiadas. O terminal será equipado com sistema de combate a incêndio, banheiros com acessibilidade, salas administrativas e comerciais, lanchonetes, dez paraciclos com capacidade para 50 bicicletas, 16 boxes para ônibus, 16 pontos de estocagem, estacionamento com 21 vagas e ponto de táxi.