Nova rodoviária de Cuiabá trará inovação comercial

A Secretaria do Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) do Mato Grosso assinou contrato com a Sinart – empresa responsável pela administração da rodoviária de Cuiabá e de outras 35 rodoviárias, para realizar melhorias na infraestrutura do prédio, na acessibilidade, na segurança e limpeza de onde os passageiros transitam diariamente. Desde o dia 16 de novembro, a Rodoviária Engenheiro Cássio Veiga de Sá, em Cuiabá vem sendo administrada por uma nova empresa, em caráter emergencial, para que os serviços oferecidos a unidade não sofram paralizações. O objetivo da reformulação é transformar o local em um centro comercial, integrando vários serviços aos usuários, para facilitar a vida de quem precisa acessar outros serviços e utiliza o terminal para se deslocar durante o período comercial ou em feriados. De acordo com planejamento do projeto com o nome de Rodoviária Shopping, serão instalados caixas eletrônicos de várias operadoras bancárias, novos restaurantes, lojas e até a instalação de uma unidade de Ganha Tempo. Outra melhoria prometida em papel é sobre a climatização da unidade e a disponibilidade de internet gratuita aos passageiros. O modelo deve ser parecido com o que já foi implantado na capital de Goiás, reunindo um verdadeiro centro de serviços, no local.

Rodoviária Shopping

Quem vencer a licitação para administrar a Rodoviária Shopping de Cuiabá terá autonomia pelos próximos 30 anos. No total, serão contratados oito seguranças privados, nos banheiros, a instalação de bebedouros, guichês com informações aos turistas, acessibilidade para pessoas com deficiências, obras de melhorias na infraestrutura da unidade e instalação do wi-fi. A Sinfra quer finalizar no primeiro semestre de 2018 a modelagem definitiva da concessão da rodoviária.

Antiga realidade

A antiga empresa Servert operava a rodoviária nos últimos 23 anos, sendo que há uma década estava sem contrato. Ou seja, dessa forma não vinha fazendo os investimentos necessários e previstos em contrato.

Cai número de passageiros na rodoviária de Picos

A rodoviária de Picos e outros terminais rodoviários que atuam na operação de linhas de longa distância, pelo interior do Piauí, registram desde o início do mês queda no número de embarques durante o mesmo período do ano passado. A expectativa para o último mês do ano também não é das melhores, já que a crise econômica enfrentada pelos brasileiros está afastando muita gente das viagens de lazer no período de festas e no próprio final de ano. Este vai ser a primeira “alta temporada” dos últimos quatro anos que empresas rodoviárias especializadas no transporte de passageiros da região podem ficar sem registrar aumento nas vendas de suas passagens de ônibus.

Segundo informações da administração do Terminal Rodoviário Zuza Baldoíno, em Picos, a baixa na circulação de pessoas durante esta época do ano não só preocupa as operações do terminal rodoviário e as próprias auto viações, que também sofrem sistematicamente com esta redução – também influenciando diretamente nas vendas dos lojistas e comerciantes que possuem pontos comerciais instalados no local. É por este motivo que na visão do empresário e coordenador da rodoviária, Francisco de Assis Portela, o terminal é o empreendimento mais ameaçado e prejudicado com este declínio, já que corre o risco de perder parcerias comerciais e sobrecarregar os recursos para subsídios das despesas de operação do prédio.

Fluxo Rodoviário

Desde o ano passado, mais de 600 pessoas utilizam o serviço rodoviário da cidade (Picos) diariamente para se deslocar. Só nos últimos meses deste ano, o número caiu pela metade, em comparação com o ano passado, mas deve subir, com a proximidade do Natal e do Réveillon. A expectativa mais otimista da administração da rodoviária de Picos espera receber cerca de 700 pessoas durante os últimos dias de 2017.

Greve da PM prejudica movimento nos terminais do Espírito Santo

Greve das PMsMuitos turistas que estavam alojados em cidades do Espírito Santo estão antecipando o fim das férias. A insegurança tem tomado conta da região metropolitana do Estado, depois que a maior parte do efetivo da Polícia Militar decidiu cruzar os braços. Além do prejuízo causado no setor rodoviário, contabilizado pelas companhias de ônibus e rodoviárias das principais cidades capixabas, várias redes de hotéis já visualizam uma taxa de desistência de hospedagens de mais de 10%. “É uma diminuição que faz muita diferença no momento em que estamos atravessando”, desabada o gerente de uma famosa rede de hotéis de Vitória.

Muitos hóspedes estão questionando sobre a falta de segurança e policiamento nas principais praias da cidade. A rotina do terminal rodoviário de Guarapari também mudou com a situação. Segundo o dono da rodoviária, os ônibus que operam no local passaram a realizar embarques em outros pontos da cidade, com receio de serem alvos de criminosos. Os veículos passam pelo terminal, mas permanecem por pouco minutos. O mesmo aconteceu com quem ia até o local para reservar a passagem. Agora a maioria das passagens é comprada pela internet. E o pior, só em Guarapari, houve aumento de pelo menos 30% no número de passagens de volta, de saída. Sinal de que muitos turistas estão antecipando o retorno pra casa.

Preocupados com a situação de todo o Estado, secretário de Turismo disse que tem intensificado o dialogo entre as partes que representam os profissionais de segurança, com a intenção de garantir proteção a todos que estão de passagem pelas cidades. A programação do tradicional carnaval também deverá ser mantida, mas o prejuízo no número de fólios deve acontecer. Pelo menos é isso o que prevê a maior parte dos terminais rodoviários do Espirito Santo. Boa parte deles afirma que o prejuízo estimado será de 30%.

Rodoviária Caxias do Sul concorre com venda de passagens

Shopping de Caxias do Sul vende passagens rodoviárias.

Shopping de Caxias do Sul vende passagens rodoviárias.

A rodoviária Caxias do Sul está disputando a venda de passagens de ônibus desde o ano passado, com um posto de atendimento instalado em um shopping center da cidade. Em parceria com o centro de compras, o terminal rodoviário decidiu implantar o serviço de venda de bilhetes dentro do local.
Famosa em facilitar a compra das passagens rodoviárias, a rodoviária de Caxias do Sul entendeu que a localização privilegiada do espaço e o grande fluxo de pessoas ajudariam nas vendas. O Prataviera Shopping, que recebeu o stand para comercialização das viagens de ônibus, está localizado na região central da cidade e recebe clientes de toda região, principalmente em feriados e finais de semana. Continuar lendo

Páscoa esgota passagens rodoviárias na rodoviária Porto Alegre

Passagens rodoviárias se esgotam em Páscoa

Passagens rodoviárias se esgotam em Páscoa

O feriado de Páscoa mal tinha começado e mais da metade das linhas rodoviárias regulares da rodoviária Porto Alegre já estava esgota. A maioria da procura por viagens de ônibus realizadas por quem mora na capital gaúcha apontou que a preferência para destinos até o litoral e cidades no interior do Estado ainda é intensa.
Por causa da grande demanda, quem chegou até o terminal rodoviário na quinta (17) com intenção de embarcar até os municípios de São Luiz Gonzaga, Itaqui, Dom Pedrito, Magistério, Quintão, Uruguaiana, Bagé, Santa Rosa, Balneário Pinhal e Cidreira, teve que mudar a programação de sua viagem por falta de passagens rodoviárias disponíveis no local.
As passagens para Capão da Canoa e Tramandaí, no Litoral Norte, terminaram no final do dia. Continuar lendo

Rodoviária do Rio de Janeiro espera 422 mil pessoas no feriado

Rodoviária Novo Rio se prepara para Semana Santa.

Rodoviária Novo Rio se prepara para Semana Santa.

A Rodoviária do Rio de Janeiro espera receber mais de 422 mil passageiros durante a Semana Santa e o feriado de Tiradentes comemorado na próxima segunda (21).
A tendência é que as plataformas de embarque registrem um número similar ao que foi visto durante o Carnaval – cerca de meio milhão de passageiros passaram pelo local.
A estimativa projetada pelas relações públicas do Consórcio Novo Rio, que administra o terminal rodoviário, é que o movimento deve começar a crescer desde quinta-feira (17) dessa semana.
A partir dessa data o fluxo de pessoas pode superar os 47 mil embarques na segunda maior rodoviária da América do Sul. Continuar lendo