Cai número de passageiros na rodoviária de Picos

A rodoviária de Picos e outros terminais rodoviários que atuam na operação de linhas de longa distância, pelo interior do Piauí, registram desde o início do mês queda no número de embarques durante o mesmo período do ano passado. A expectativa para o último mês do ano também não é das melhores, já que a crise econômica enfrentada pelos brasileiros está afastando muita gente das viagens de lazer no período de festas e no próprio final de ano. Este vai ser a primeira “alta temporada” dos últimos quatro anos que empresas rodoviárias especializadas no transporte de passageiros da região podem ficar sem registrar aumento nas vendas de suas passagens de ônibus.

Segundo informações da administração do Terminal Rodoviário Zuza Baldoíno, em Picos, a baixa na circulação de pessoas durante esta época do ano não só preocupa as operações do terminal rodoviário e as próprias auto viações, que também sofrem sistematicamente com esta redução – também influenciando diretamente nas vendas dos lojistas e comerciantes que possuem pontos comerciais instalados no local. É por este motivo que na visão do empresário e coordenador da rodoviária, Francisco de Assis Portela, o terminal é o empreendimento mais ameaçado e prejudicado com este declínio, já que corre o risco de perder parcerias comerciais e sobrecarregar os recursos para subsídios das despesas de operação do prédio.

Fluxo Rodoviário

Desde o ano passado, mais de 600 pessoas utilizam o serviço rodoviário da cidade (Picos) diariamente para se deslocar. Só nos últimos meses deste ano, o número caiu pela metade, em comparação com o ano passado, mas deve subir, com a proximidade do Natal e do Réveillon. A expectativa mais otimista da administração da rodoviária de Picos espera receber cerca de 700 pessoas durante os últimos dias de 2017.