Empresas de ônibus aumentam frota em Campinas

Mais 20 veículos vindos de duas empresas de ônibus em Campinas foram entregues para a população da cidade. A entrega dos coletivos de viagens, zero quilômetro, foi assistida pelo prefeito da cidade Jonas Donizette.

Há dois meses o município já havia recebido mais 27 modelos para compor a frota. Dos que foram apresentados agora, 14 são ônibus de modelo convencional e outros seis do tipo articulado.

Os modelos estão dentro das normas do Proconve – Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores e possuem sistemas para evitar a emissão de poluentes. Segundo as determinações internacionais da Euro V os ônibus enquadrados neste categoria podem chegar a reduzir 80 % o número de gases poluentes no ar.

Como são obrigatórios, os novos coletivos apresentam aparelhos de acessibilidade para cadeirantes e pessoas com deficiência física. Alguns possuem piso baixo com uma rampa e outros com elevador para facilitar o embarque e desembarque nas rodoviárias.

A companhia VB Transportes e Turismo e a Coletivos Pádova Ltda são as donas dos novos ônibus. Segundo informação das empresas mais de 25 mil pessoas deverão ser beneficiadas todos os dias.

Para melhorar a qualidade do transporte público para boa parte da população campinense, as empresas fizeram um investimento alto no valor de R$ 6,3 milhões.

De acordo com a prefeitura municipal de Campinas, os novos veículos do terminal rodoviário com modelo comum, conseguem transportar até 64 pessoas, já os outros seis articulados tem capacidade máxima para 102 passageiros.

Os ônibus com menor capacidade ficam encarregados de atenderem as regiões da Área 3 Verde do Sistema InterCamp, ou seja, um sistema de transporte público coletivo da cidade que atende o Jardim Santa Mônica, Jardim Aliança, Cambuí, São Bernardo, Unicamp e Joaquim Egídio.

No caso dos outros expressos maiores, o caminho é até a linha 1.21 – da rodoviária Ouro Verde. É a Área 1 conhecida como Azul Claro. Ela atende as regiões do Ouro Verde, Vila União, Corredor Amoreiras e Campo Belo.

O prefeito de Campinas Jonas Donizette informou que os incentivos no setor de transportes e mobilidade não param por ai. A cidade vai receber R$ 260 milhões do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento da Pavimentação para ajudar a recuperar as vias por onde trafegam os ônibus.