Férias escolares aumenta fluxo na rodoviária de Campo Grande

As férias escolares do mês de julho foram responsáveis pelo aumento no número de passageiros regulares que embarcaram e desembarcaram na rodoviária de Campo Grande, o principal terminal rodoviário da região metropolitana do Mato Grosso do Sul. Segundo informações da Concessionária do Terminal Rodoviário de Campo Grande, até o mês terminar, é provável que mais de 150 mil passageiros utilizem os serviços oferecidos pela rodoviária interestadual de Campo Grande.

Além das linhas interestaduais e intermunicipais, o Terminal Rodoviário Antonio Mendes Canale, oferece regularmente informações no balcão que fica no centro do prédio, setor de achados e perdidos durante o horário comercial, segurança interna com monitoramento de câmeras, serviço de limpeza, lojas de conveniência e do ramo do vestuário, guichês das operadoras com atendimento estendido, e um pequeno aglomerado de lanchonetes e restaurantes que compõem a praça de alimentação. Com o clima mais frio e dias curtos para promover longas viagens, os destinos mais procurados por quem embarca das plataformas da rodoviária de Campo Grande estão entre cidades do interior do Pantanal, com exceção da grande procura por passagens de ônibus para São Paulo, Porto Alegre e até Cuiabá. As cidades de Ponta Porã e Corumbá também fazem parte da lista dos trajetos mais concorridos nesta época do ano.

Férias para os grandes terminais rodoviários

Segundo levantamento do site Quero Passagem, especializado na comercialização de passagens de ônibus pela internet, este período de recessão escolar tem favorecido o aumento de viagens rodoviárias saindo de terminais do interior dos Estados, como em São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro. É uma realidade diferente do que acontece em altas temporadas, quando os grandes terminais rodoviários do Brasil dobram o número de embarques diários e intensificam os horários extras para atender a grande demanda nos feriados prolongados e as pequenas rodoviárias registram pouca elevação nas plataformas.