Rodoviária de Apucarana integra linhas do transporte urbano

ponto de ônibusTrês linhas do transporte coletivo da cidade de Apucarana foram integradas ao Terminal Rodoviário Interestadual João Batista Boscardin Filho. Graças a uma parceria com a prefeitura e a empresa responsável pelas linhas urbanas da cidade, a viação Apucarana, a rodoviária passa a receber linhas do transporte urbano as linhas “Vila Reis, Jaçanã e Sumatra” nas plataformas 1 e 2 do terminal para embarque e desembarque. Antes da parceria ser firmada, os passageiros utilizavam o serviço através de pontos, sem cobertura. A utilização da rodoviária interestadual como ponto de apoio ao terminal urbano faz parte do Plano Municipal de Mobilidade Urbana.

A ideia é iniciar o projeto com as três linhas de acesso, e a partir das operações da nova empresa licitada, é integrar novas linhas urbanas dentro das plataformas de paradas rápidas oferecidas pelo terminal rodoviário – exemplo da circular para o distrito de São Pedro do Taquara que tem ponto de acesso próximo a rodoviária de Apucarana. A administração do terminal rodoviário da cidade passou a ser de responsabilidade da prefeitura, depois que o contrato de concessão de 10 anos com a iniciativa privada chegou ao fim. Para a prefeitura, o local não recebeu os investimentos necessários para acomodar aos passageiros com segurança e conforto, durante os embarques. A promessa é conversar o prédio, investindo na infraestrutura do terminal e gerar ações para intensificar o movimento de passageiros no local. As novas linhas da rodoviária foram comemoradas pelos usuários do serviço e comerciantes que possuem estabelecimentos pelo interior do prédio.

Novas linhas
A escolha de novas linhas urbanas integradas as plataformas de embarque e desembarque da rodoviária deve levar o fluxo de passageiros em consideração. Por outro lado, a frota da empresa que tem contrato em vigência garante que 90% de suas operações tem circulação na região de onde a rodoviária está instalada, o que significa que o mudança não impactaria de forma negativa na logística das viagens.