Rodoviária de Guarapari começa a funcionar no mês que vem

Rodoviária contará com 7 companhias de ônibus.

Rodoviária contará com 7 companhias de ônibus.

A rodoviária de Guarapari, no Espírito Santo deve ser inaugurada até o final do mês de setembro. Apesar disso, o serviço rodoviário só funcionará a partir do dia 1 de outubro. Até lá, é possível conhecer as novas estruturas do terminal rodoviário que custou aproximadamente R$ 15 milhões aos cofres públicos. O terminal demorou três anos para ficar pronto e será o primeiro do Brasil a ter ar condicionado em todas as alas. Além do espaço reservado para o embarque e desembarque de passageiros capixabas, a estação oferecerá uma ampla praça de alimentação, ao lado de um complexo comercial com mais de 50 lojas de vários segmentos. A rodoviária de Guarapari também conta com uma farmácia, já em funcionamento. No total, oito guichês de atendimento ao usuário funcionarão em tempo integral, para emissão das passagens rodoviárias. Foram construídas 12 plataformas de embarque e desembarque e ainda uma sala vip para uso das auto viações que operam no terminal.

A rodoviária será servida por sete empresas de ônibus responsáveis pelo transporte em linhas intermunicipais e interestaduais. Há expectativa de novos investimentos nos arredores do prédio, a exemplo de um posto de combustível que está sendo construído ao lado do terminal e deve ser inaugurado em novembro deste ano. Segundo a prefeitura de Guarapari, até o final de 2015 a obra de construção de um estacionamento exclusivo para o transporte de turistas deve ser finalizada, para entrar em funcionamento junto com as linhas rodoviárias do local. A nova rodoviária foi construída às margens da Avenida Governador Jones do Santos Neves, no trevo de entrada de Guarapari, pela BR-101. Quem cuidará da administração do local é a concessionária Construtora e Incorporadora Telavive.

Crise rodoviária
O aumento na taxa de desemprego refletivo pela crise econômica também vem comprometendo os serviços rodoviários da cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. Segundo administração do Terminal Rodoviário Presidente Castelo Branco, o fluxo de viagens rodoviárias caiu 13,12% entre janeiro e agosto de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado. A queda afeta os negócios da rodoviária de Uberlândia e das companhias de ônibus que trabalham no local.