Rodoviária de Uberlândia aumenta horários para driblar crise

Passageiro confirmando o próximo horário de ônibus.

Passageiro confirmando o próximo horário de ônibus.

Várias auto viações que operam na rodoviária de Uberlândia, em Minas Gerais, estão ampliando os horários de ônibus para superar a queda no faturamento, registrada nos últimos três meses. A intenção é facilitar a vida de quem procura o serviço rodoviário para viajar dentro e fora do Estado mineiro, durante o período que é  desfavorável para o setor econômico do Brasil. Com o aumento na taxa de desemprego e os impostos mais caros, muita gente está adianto as viagens interestaduais a passeio, comprometendo a procura pelo serviço em diversos terminais rodoviários do país. Em Uberlândia, o movimento caiu mais de 10% entre janeiro e agosto deste ano, na comparação do número de embarques anotados em 2014. Segundo as concessionárias, as empresas rodoviárias sofrem o déficit junto com as estações rodoviárias.

Prejuízos das rodoviárias
Com os corredores dos terminais rodoviários vazios, as concessionárias sofrem com a perda de arrecadações no prédio, vindas da utilização dos banheiros e das vagas pagas dos estacionamentos. Além da comercialização dos serviços internos, cada passagem de ônibus reservada gera uma taxa de embarque que é dividida entre a empresa que administram o terminal rodoviário, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Departamento de Estradas de Rodagem Estadual e a prefeitura local.

Nem tudo está perdido
A crise econômica tem interferido diretamente no controle de gestão e contenção de gastos de empresas ligadas ao transporte rodoviário. De fato, quem mais sofre com o momento são os próprios funcionários que vivem momentos de instabilidade no trabalho. Em contrapartida, ainda não é hora dos passageiros se preocuparem. Pelo que tudo indica, a tendência é haver uma promoção generalizada dos serviços, capaz de oferecer ao usuário uma série de vantagens para que ele continue dando preferência às viagens de ônibus. Entre os pontos positivos, os descontos, as promoções e o remanejamento de linhas de ônibus alternativas surgirão com mais frequência, no segundo semestre do ano.