Governo constrói terminais em Brasília para incentivar viagens

rodoviária de BrasíliaO número de interessados nas viagens de ônibus realizadas em Brasília deve triplicar a partir do ano que vem. Essa é a expectativa do Governo Federal ao construir oito terminais rodoviários e reformar nove unidades de atendimento a passageiros de ônibus, instalados nas ruas do distrito. Com previsão para ser entregue até o final deste ano, a obra está orçada pelo banco no valor total de R$ 33 milhões – montante que tem prazo de utilização até o final deste ano, para subsidiar obras de mobilidade urbana na localidade, com participação do Programa de Transporte Urbano (PTU). Até o ano terminar, oito novos terminais rodoviários de Brasília deverão entrar em funcionamento. Já em fase de construção, os prédios substituíram estações provisórias instaladas pela prefeitura nos últimos 12 meses. Além dos novos projetos, a administração pública pretende reformar mais nove terminais de passageiros, até o final do ano.

Três unidades destinadas ao transporte rodoviário da capital estão sendo restruturadas, enquanto outros quatro terminais já foram reformados recentemente. No total, o Distrito Federal atende a demanda de viagens rodoviárias com ajuda de 32 pontos de apoio em atividade, somando os que estão sendo utilizados de forma provisória. O investimento deve melhorar a qualidade no tempo de espera entre os embarques, além de oferecer mais segurança e comodidade para quem optar pelos coletivos. Em fase final, os terminais do Riacho Fundo II, de Sobradinho II, do Gama Leste e da QNR de Ceilândia estão quase prontos. Outras unidades em Recanto das Emas I e II estão previstas para agosto.

Já em setembro, as de Samambaia Norte e Sul poderão ser utilizadas pela população. As obras de reformulação do Guará I e II, Núcleo Bandeirante, Ceilândia (P Sul), Paranoá, Taguatinga (M Norte), Taguatinga Sul, Planaltina e Cruzeiro Novo também serão entregues este ano. O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) são os órgãos responsáveis pela execução das obras. Segundo dados oficiais do Programa de Transporte Urbano (PTU) da Secretaria de Mobilidade, os terminais de Brazlândia Centro, Gama Centro e Sobradinho (Setor Tradicional) – com maior fluxo de interessados no serviço rodoviário, devem ser entregues a população em prazo máximo de 10 meses a contar a data de licitação do projeto, aprovado há dois meses. A maior parte do recurso financeiro para praticar o projeto foi originada de um contrato assinado em 2008, com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Para curto prazo, nova rodoviária em Brasilia surpreendeu espectativas com grande fluxo

A rodoviaria em Brasilia se consagrou nestes últimos dois anos, desde a sua inauguração em 25 de Julho de 2010, situada ao entorno da estação Shopping do Metro. Os números esperados abateram os 140 mil passageiros esperados mensalmente, colocando esta conta num aumento de quase 50% a mais do esperado. Com 32 locais para embarques e desembarques,  atingiu numeros maiores de saidas, atendendo a demanda local, de pessoas se dirigindo a idades satºelites, no estado de Goias e dezenas de outros destinos interestaduais. Continuar lendo