Rodoviária de Ribeirão recebe 38 mil pessoas no feriado

Quase 40 mil pessoas passaram pelas plataformas de embarque e desembarque da rodoviária de Ribeirão Preto, por conta do feriado santo comemorado no dia 12 deste mês. Segundo a Socicam, empresa que administra o terminal do interior de São Paulo, estima que o movimento aumentou desde a quinta-feira e se estendeu até o final da semana.Com exceção dos romeiros que aproveitaram o feriado religioso para ir até Aparecida, no Santuário de Nossa Senhora Aparecida, teve muita gente que aproveitou o dia de folga para viajar para outras cidades de outros estados como Rio de Janeiro, Uberaba e Goiânia

A capital paulista também ficou entre os destinos mais procurados. Apesar do que muitos apostarem nos feriados do final de ano e do Natal, quem administra o terminal de Ribeirão Preto garante que o fluxo de passageiros durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida e do Dia das Crianças é superior. No último Natal, o local registrou movimentação de 20 mil usuários entre a véspera e o feriado. Os embarques de Ribeirão Preto, no final da noite do dia 11, entre as 20h e 23h, e as saídas durante o horário comercial do dia seguinte, em pleno feriado, foram os mais movimentados da rodoviária.

Viajar no feriado com tranquilidade

Na rota do calendário de 2018, os feriados continuam aparecendo com frequência. Por isso, é importante seguir algumas dicas na hora de reservar e imprimir a passagem, e embarcar. Procure antecipar a compra do bilhete e chegar ao terminal rodoviário, em vésperas de feriados, antes do habitual. As bagagens devem ser identificadas com nome e telefone para contato, e quando for necessário, não dispense ajuda de funcionário identificado – basta ir no balcão de informações para esclarecer eventuais dúvidas. No caso de viagens com crianças, preste atenção para evitar problemas. Quem tem menos de 12 anos pode viajar acompanhado dos pais, responsáveis legais, irmãos com mais de 18 anos, avós ou tios de primeiro grau, desde que tenha documento de identificação. Caso contrário, a companhia de ônibus pode pedir uma autorização escrita, assinada pelo pai, mãe ou responsável, com firma reconhecida.