Rodoviária de Campinas é a 4ª maior rede rodoviária do Brasil

A rodoviária de Campinas tem a quarta maior conexão rodoviária do Brasil, reunindo no total, 596 possibilidades de destinos entre São Paulo e outros estados do país. Os números apurados pela pesquisa inédita do IBGE “Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016, é referente a performance dos terminais rodoviários, do ano passado. A cidade ao lado da capital de São Paulo são as duas mais influentes do estado paulista, em relação ao número de linhas de ônibus intermunicipais, já que só a cidade de São Paulo é capaz de oferecer regularmente 1.477 destinos, acessados através dos terminais rodoviários da Barra Funda, Tietê e também Jabaquara.

O terminal rodoviário de Belo Horizonte ocupa a segunda posição do ranking rodoviário, com 643 ligações feitas de ônibus, uma diferença de pouco menos de 40 possibilidades da terceira colocada, em Goiânia, com capacidade para integrar 606 destinos de ônibus.

A pesquisa também revelou que o poder econômico da capital e sua capacidade populacional são os fatores determinantes para a liderança absoluta desta lista. Ao contrário do que acontece com as cidades de Campinas, Goiânia e Belo Horizonte que ganham destaque na rede de conexões rodoviárias, juntamente porque se encontram em posições geograficamente privilegiadas, permitindo maior integração entre as cidades. O número de habitantes entre as três cidades também é um fator relevante, já que juntas contabilizam 5 milhões de habitantes.

Números da rodoviária de Campinas

Quem acha que o terminal rodoviário de Campinas apenas oferece trechos para cidades de São Paulo ou regiões mais próximas, está enganado. A viagem mais longa disponibilizada por lá tem desembarque em Natal, no Rio Grande do Norte. São mais de 3,5 mil quilômetros de distância, em uma cansativa viagem de dois dias e meio. Já o trajeto mais curto é feito em 11 quilômetros, até a cidade vizinha de Valinhos.