Terminais do interior de SP registram aumento de passageiros

rodoviária de VotuporangaNesta época do ano a procura pelas passagens rodoviárias aumenta em pelo menos 20% no terminal rodoviário de Votuporanga. Este é um dos exemplos que acontece com a maioria das rodoviárias do interior de São Paulo, entre os meses de dezembro e janeiro. De acordo com o Quero Passagem, site especializado na venda de passagens de ônibus para todos os estados do Brasil, o volume de reservas envolvendo trechos para cidades do interior paulistas, como: São José do Rio Preto, Bauru, Ribeirão Preto, São Carlos e Presidente Prudente, chega a dobrar durante o final de ano.

Em Votuporanga, cidade com pouco menos de 100 mil habitantes, o terminal rodoviário Leônidas Pereira de Almeida já se prepara para receber o movimento intenso entre os últimos dias do mês. Em dias normais, o local chega a atender 1 mil passageiros, que utilizam o serviço local e também partem para outros localidades, com ônibus de longa distância. No Natal, a administração do prédio chega a registrar mais de 1200 pessoas. Apesar de ser bom para as vendas, o aumento no fluxo de passageiros requer mais atenção e investimento por porta do terminal. É por isso que a rodoviária já se prepara para reforçar a segurança e melhorar o atendimento, principalmente para quem desembarca na cidade.

A Polícia Militar e os agentes de trânsito atuam constantemente no local – reforço para ajudar no combate ao transporte clandestino de taxistas e mototaxistas que rondam pelo local, além de dar mais segurança para os passageiros que aguardam seu embarque nas plataformas. Desde o ano passado, foram instaladas oito câmeras de segurança na rodoviária de Votuporanga, elas são monitoradas 24 horas. Segundo administração do local, elas ajudam a desvendar ocorrências e inibir ações criminosas dentro do terminal.  Na parte da limpeza e organização do terminal, 12 funcionários trabalham em período integral. As companhias de ônibus responsáveis pelo transporte de longa distancia são: Itamarati, São Luiz e São Francisco.